Ação de revisão de contrato de financiamento imobiliário: cliente pode entrar na Justiça