Condomínios têm novo aumento em São Paulo

Após a alta de 0,65% em maio, os condomínios voltaram a registrar novo aumento no último mês de junho.

Os custos condominiais médios mantiveram a tendência ao equilíbrio, e os itens de despesas não apresentaram oscilação específica considerável, apontou a pesquisa (Foto: Banco de Imagens / Think Stock)

Segundo o cálculo do Ipevecon (Índice Periódico de Variação de Custos Condominiais), divulgado pela AABIC (Associação de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo), houve um pequeno aumento de 0,54% dos custos condominiais no sexto mês do ano em relação ao mês anterior.

Sendo assim, no último período de 12 meses, morar em condomínio ficou 3,49% mais caro na variação acumulada, enquanto o IGPM (Índice Geral de Preços do Mercado) apresentou aumento de 0,75%, com variação de 6,31% no mesmo período analisado.

De acordo com o diretor de Condomínio da associação, Omar Anauate, a partir de julho, a comparação do Ipevecon com os índices de inflação deve se alterar sensivelmente.

“Isso porque estaremos completando um ano da alteração da amostragem do índice, conforme dados de edifícios em relação ao número de dormitórios da Embraesp, concluindo uma etapa importante da evolução do índice”, ressaltou, via nota.

Os custos condominiais médios mantiveram a tendência ao equilíbrio, e os grupos de despesas não apresentaram oscilação específica considerável. As despesas com pessoal apresentaram aumento de 1,88%, acompanhada pelo item “Encargos Sociais”, que oscilou 2,52%.

“As demais despesas não refletiram variação significativa e contribuíram para manter o equilíbrio no resultado final do índice”, explicou Anauate.

Ainda segundo o diretor da AABIC, os preços deverão manter um viés de equilíbrio nos próximos meses, não havendo fatores sazonais ou pontuais que justifiquem uma variação significativa.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.