Imóveis na zona norte têm maior alta nas vendas em SP

Região que conta ainda com boas áreas disponíveis para a construção de novos imóveis, a zona norte de São Paulo registrou a maior alta nas vendas dos lançamentos em 2012.

Foram 55 novos empreendimentos na zona norte, com 76 torres e 5.222 unidades lançadas, que tiveram uma média de R$ 5.770 por metro quadrado (Foto: Banco de Imagens / Think Stock)

Segundo o Anuário do Mercado Imobiliário do Brasil, divulgado pela Lopes, empresa de consultoria e intermediação de imóveis, os bairros daquela zona da capital paulista somaram R$ 2,5 bilhões em VGV (Valor Geral de Vendas) até o último mês de dezembro.

A quantia representou 17% do total lançado na cidade de São Paulo, enquanto que, em 2011, esta participação era de apenas 8%. Foi a maior alta entre todas as regiões da capital no período analisado.
Foram 55 novos empreendimentos na zona norte, com 76 torres e 5.222 unidades lançadas, que tiveram uma média de R$ 5.770 por metro quadrado.

“O perfil dos lançamentos da zona norte está passando por uma transformação. Com o tempo, as tradicionais casas familiares e os empreendimentos de incorporadoras locais estão sendo substituídos por projetos maiores, mais modernos e inteligentes. Este movimento está chamando a atenção de novas empresas e moradores, atraindo-os para a região”, apontou Mirella Parpinelle, diretoria geral de atendimento da Lopes.

Apesar do crescimento do mercado imobiliário na parte norte da metrópole, a zona sul continuou como o lugar com maior número de lançamentos e de vendas até o ano passado.

Em 2012, foram 80 empreendimentos, com 105 torres, 10.060 unidades e um VGV de R$ 5,87 bilhões, cerca de 40% do total vendido em toda São Paulo. O preço médio do metro quadrado foi de R$ 7.920.

Em seguida, a zona leste apareceu com 19% de participação do mercado, um ponto percentual acima da região oeste. Já o centro representou apenas 7%.