Onde os milionários emergentes mais compram imóveis

Segundo Jonathan Miller, CEO da consultoria Miller Samuel, compradores estrangeiros já são responsáveis por entre 15% e 20% das vendas de residências na ilha de Manhattan. Ele conta que, em sua maioria, estrangeiros emergentes buscam edifícios renovados ou recém-inaugurados de alguns milhões. No primeiro trimestre de 2011, cerca de 20% dos apartamentos novos à venda pela empresa Corcoran Group, foram comprados por ricaços estrangeiros. Uma das operações em negociação pela empresa, segundo sua CEO, Pamela Liebman, é a aquisição de 13 apartamentos, avaliados entre 1,5 e 2,5 milhões de dólares cada, por um grupo de investidores asiáticos. Atualmente brasileiros e chineses fazem parte do seleto grupo de compradores que agora também conta com a presença cada vez mais marcante dos russos. Durante o último período de prosperidade econômica que atingiu o país nos idos de 2005, os milionários russos levaram a fama de compradores inveterados de construções opulentas e luxuosas. Isso até o estouro da crise em 2008 nos Estados Unidos. Desde então, os companheiros da revolução vermelha sentaram quietinhos no banco de reservas até que o país retomasse as rédeas da recessão e voltasse a crescer. Quando o assunto é estilo arquitetônico, cada nacionalidade tem suas preferências. Luigi Rosabianca, advogado especializado em contratos imobiliários, diz que o edifício William Beaver, localizado no Financial District, propriedade do incorporador André Balasz, é popular entre os latinos. “Cada grupo é atraído por uma determinada estética”, explica. No Setai Fifth Avenue, no qual apartamentos podem chegar a custar 15 milhões de dólares, praticamente a metade dos compradores são italianos e brasileiros. Giuseppe Rossi, vice-presidente da Bizzi and Partners Development, incorporadora italiana que atua em Nova York, revela que o jogador de futebol Kaká, astro do Real Madrid, também é titular no time de milionários donos de unidades no edifício. De acordo com Rossi, Kaká teria comprado dois apartamentos no local com a intenção de reformá-los e transformar tudo em uma única unidade.